Como escolher a sua prancha de stand up paddle [Parte 2: Materiais]

Como escolher a sua prancha de stand up paddle [Parte 2: Materiais]

No primeiro post dessa série, o instrutor Leandro Ferraz, do Mau Loa SUP, deu algumas dicas sobre os modelos mais comuns de prancha de stand up paddle. Agora vamos falar por aqui sobre os diferentes materiais que você pode encontrar em um SUP, um assunto que costuma ser nebuloso para quem vai comprar a primeira prancha. O material usado na prancha, seja na estrutura ou acabamento, influencia na resistência, peso e, claro, no preço que será cobrado. Por isso, é legal entender um pouco disso tudo para escolher a sua prancha.

PRANCHAS DE EPS
As pranchas feitas de bloco EPS (isopor) são hoje a maioria no mercado. Elas existem em vários tamanhos, modelos e podem ter praticamente a cor e desenho que você quiser. O bloco de EPS é normalmente revestido por resina epóxi e fibra de vidro, uma fórmula para chegar em uma prancha relativamente leve e resistente. Quando mais camadas de fibra, mais resistente será prancha, porém mais pesada também.

Hoje muitas pranchas, principalmente as gringas, vêm com algum diferencial na laminação ou algum reforço extra com outros materiais em partes mais frágeis da prancha. A fibra de vidro, por exemplo, é substituída ou reforçada por fibra de carbono (mais resistente e leve), kevlar (bastante resistente) ou bambu (que deixa a prancha com aspecto de madeira) – são materiais de ponta que refletem na qualidade e preço do SUP. Está em alta, também entre as pranchas importadas, a laminação à vácuo, que dá um acabamento melhor e maior resistência à prancha.

As pranchas de EPS também existem no modelo soft top. São pranchas que têm a superfície “macia” (em comparação à superfície rígida da maioria das pranchas). É uma prancha que não exige tantos cuidados, muito recomendada para iniciantes ou para escolas de SUP. Também é uma boa opção para os adeptos do SUP yoga.

É importante que a prancha tenha uma válvula de respiro. É uma peça que permite que o bloco do EPS “respire”, reduzindo os efeitos do calor sobre ele (apesar de você gostar da combinação sol e praia, a prancha não é muito amiga da primeira parte).

comprar prancha de stand up paddle dicas materiais

PRANCHAS OCAS DE CARBONO
Algumas pranchas de race usam uma construção bastante diferente. São as pranchas ocas feitas praticamente só de carbono (podem levar kevlar também). Elas são mais leves e, em contrapartida, são as mais caras do mercado.

INFLÁVEIS
A prancha inflável é uma ótima solução para quem quer viajar com a prancha e não se preocupar muito com o transporte. O mercado das infláveis evoluiu bastante e hoje elas existem em praticamente todas as medidas, do surf ao race. O método de fabricação, no entanto, não varia tanto entre uma prancha e outra. Em geral, são feitas com várias camadas de tecido de pvc.

comprar prancha de stand up paddle dicas materiais infláveis

PRANCHA DE PLÁSTICO
As pranchas de plástico são normalmente muito estáveis, sendo usadas principalmente por iniciantes e praticantes de SUP fishing. Algumas inclusive já vêm com o suporte para pesca. São mais baratas do que pranchas de EPS, custando entre R$ 2000 e R$ 2500.

comprar prancha de stand up paddle dicas materiais

Foto: Divulgação/Hidro2

PRANCHAS DE SOFT
Mais uma opção de prancha mais em conta. As pranchas de soft são indicadas sobretudo para escolas de SUP e praticantes de SUP yoga (uma alternativa às pranchas de soft top). A durabilidade dela, no entanto, é inferior. Elas são feitas de um material semelhante ao das pranchas de bodyboard e geralmente vêm em tamanhos menores (9’8 ou 10’6 pés).

PRANCHAS DE MADEIRA
As clássicas pranchas de madeira estão voltando à moda. A ideia é buscar inspiração para a construção da prancha lá nas origens do surfe. Elas geralmente são ocas  e tem a laminação em epóxi. As pranchas de madeira sem dúvida ganham em termos de acabamento, mas são mais pesadas do que as pranchas de EPS. Funcionam bem para uma remada recreativa, mas não para algo que exige mais performance. Geralmente bastante artesanais, elas são normalmente bastante caras, custando entre R$ 4500 e R$ 6500.

comprar prancha de stand up paddle dicas materiais

Foto: Heirloom Paddle Sports

Vale lembrar que a qualidade dos materiais faz bastante diferença na qualidade da prancha e sua durabilidade. Busque referências sobre as marcas na hora de fazer a sua escolha.

Leia a primeira parte dessa série e conheça os diferentes modelos de prancha de stand up paddle que você pode encontrar.

***

selo-mauloaUma vez por mês, o pessoal do Mau Loa SUP passa aqui no WeSUP para compartilhar boas dicas de stand up paddle. Localizada no trecho mais simpático da Billings, a escola conta com uma série de instrutores preparados para receber praticantes iniciantes e remadores experientes que querem melhorar a performance. Visite o site da escola para saber mais.

Thaís Viveiro

Thaís Viveiro é jornalista e praticante de stand up paddle. Está sempre atrás de dicas e experiências para evoluir na arte de remar em pé. Costuma remar no litoral norte de São Paulo.

  •  Ver todos os posts