SUP em Minas: as belas represas de Uberlândia

SUP em Minas: as belas represas de Uberlândia

Já pensou em Uberlândia como destino para uma SUP trip? Bem, eu nunca tinha pensado, mas o remador Irineu Mendes sim. Irineu compartilhou outro dia aqui um roteiro de remada em Santa Catarina e agora deixa essa dica para o pessoal de Minas.

A sugestão vai especialmente para quem curte remar em represas. Por conta do Rio Araguari, que nasce na Serra da Canastra e corre em direção a Goiás, existem três represas não muito distantes do centro de Uberlândia: Miranda, Pau Furado (ou Capim Branco I) e Capim Branco II.

Stand Up Paddle em Uberlândia

Irineu recomenda especialmente uma remada em Capim Branco II, que fica ao norte do centro. “Ela tem águas fundas e transparentes e margens próximas. Lembra um rio, porém com água parada, encravada entre morros”, conta.

A água é tão limpa que o local é usado para cursos de mergulho. “Achei engraçado quando vi uma embarcação cheia de gente com neoprene e cilindros de oxigênio nas costas”. São 15 metros de profundidade, sendo 5 deles com boa visibilidade. Irineu remou 15 km na represa, passando por uma monstruosa ponte de linha férrea, a Ponte do A.

Stand Up Paddle em Uberlândia_Ponte do A_2

Stand Up Paddle em Uberlândia_Ponte do A

Ao nordeste do centro, fica a represa Pau Furado (ou Capim Branco I) e, à leste, a represa de Miranda. “As duas com visual lindo também”, diz Irineu. Na Miranda, Irineu remou cerca de 25 km, de um clube à beira de represa até a barragem.  “A água é uma piscina de fundo de cascalho, onde se vê peixes e algas, que acredito ser uma praga. Parece que estamos remando num aquário.”

“Explorei somente as represas mais próximas da cidade, mas existem outras no raio de 100 km que têm potencial principalmente pra SUP fishing“, conta Irineu. “Não vi ninguém remando, até parecia um alienígena. Quando comecei a inflar a prancha e entrar na água, o pessoal batia foto, queria saber o que era aquilo. Isso mostra o quanto temos ainda de potencial no esporte – e como o Brasil é rico em opções de exploração.”

Stand up Paddle em Uberlândia 2

Thaís Viveiro
Thaís Viveiro é jornalista e praticante de stand up paddle. Está sempre atrás de dicas e experiências para evoluir na arte de remar em pé. Costuma remar no litoral norte de São Paulo.  •  Ver todos os posts