6 dicas para se proteger do sol durante a sua remada de stand up paddle

6 dicas para se proteger do sol durante a sua remada de stand up paddle

O protetor solar que uso realmente funciona? A minha lycra tem proteção mesmo? Quando está nublado não preciso me preocupar tanto com o sol?

O stand up paddle é um esporte que força a barra quando o assunto é proteção solar. São horas remando embaixo do sol, com água e suor atrapalhando a ação de qualquer protetor solar. Além disso, a radiação não vem só de cima, mas também de baixo, refletida pela água. Por isso, é importante ter certeza de que você está bem protegido.

Conversei com algumas dermatologistas para saber quais são os cuidados que devemos tomar. Anota aí:

Use roupas com proteção
É a forma mais eficiente de se proteger do sol. Ao contrário do protetor solar, as roupas com proteção garantem a proteção durante a remada toda. Elas geralmente têm uma trama mais fechada e são fabricadas com óxido de zinco ou dióxido titânio, elementos que vão também em alguns protetores. As marcas mais confiáveis de roupas com proteção costumam indicar o fator de proteção em seus produtos. Uma lycra com FPU 50, por exemplo, deixa passar apenas 2% da radiação ultravioleta, o que é uma ótima proteção.

Use o protetor solar certo
Nas áreas que não estão cobertas, use um protetor solar mineral (também chamado de filtro físico ou inorgânico). O protetor solar químico, que é o mais usado, não tem uma boa resistência à água e ao suor. Já o protetor mineral garante uma proteção um pouco mais eficiente. Para não ter erro na hora de comprar, veja se tem óxido de zinco ou dióxido titânio na fórmula. De qualquer forma, em uma remada mais longa, é importante reaplicar o filtro de hora em hora ou, no máximo, a cada duas horas.

Cubra-se ainda mais um pouco
Acessórios como viseira/boné e óculos escuro sempre ajudam. Hoje existem também bonés com proteção solar.

Evite os piores horários
Todo dermatologista vai falar que é importante evitar os horários mais críticos, que é quando há maior incidência da radiação causadora do câncer de pele e queimaduras. Acontece que esse horário vai das 10 h da manhã até 4 h da tarde. Fica um pouco difícil, né?

Não se deixe enganar pelo tempo
Sim, você tem que se proteger mesmo se estiver nublado. As nuvens, aliás, podem até intensificar a radiação.

Fique de olho nos sinais
Cada pessoa tem uma capacidade diferente de produção de melanina, que é a substância que protege a pele dos raios solares. Assim, alguns precisam tomar mais cuidado do que outros. Se notar algum vermelhidão ou queimadura, é sinal de que você tem que se proteger mais. Quanto mais queimaduras você tiver ao longo da vida, maior é a chance de desenvolver um câncer de pele no futuro. Então, fica de olho!

Fontes: Dra. Mônica Monteiro de Lima Edaes, Dra. Carolina Marçon, Sociedade Brasileira de Dermatologia

Thaís Viveiro
Thaís Viveiro é jornalista e praticante de stand up paddle. Está sempre atrás de dicas e experiências para evoluir na arte de remar em pé. Costuma remar no litoral norte de São Paulo.  •  Ver todos os posts