Dicas de nutrição para praticantes de stand up paddle

Dicas de nutrição para praticantes de stand up paddle

Já há tempos andava com algumas dúvidas sobre nutrição. O que é melhor comer antes de uma remada de SUP? Após quanto tempo de remada preciso pensar em me reabastecer de novo? Para não ter erro, peguei umas dicas gerais com a nutricionista Tânia Rodrigues, da RG Nutri. Já bastante familiarizada com o stand up paddle, Tânia é a profissional que trabalha com a atleta Roberta Borsari, competidora premiada de kayaksurf e a remadora por trás do fantástico projeto SUPtravessias. Anote aí as dicas!

Antes da remada: Antes de qualquer tipo de atividade física, é importante ingerir alimentos fontes de carboidrato, que é o nutriente responsável pela formação de energia imediata nos músculos. No caso do SUP, por haver o risco de cairmos na água e então ter um pouco de esforço para recomeçar a remada, os alimentos devem ser de fácil digestão para evitar qualquer mal estar. Torradas com geleia, biscoitos de polvilho, biscoitos de água, suco de frutas e água de coco são algumas boas opções.

Durante a remada: Após uma hora de remada, dependendo da temperatura ambiente, podemos precisar de hidratação e/ou mais um pouco de carboidrato. Para não correr risco de falta de energia, o ideal é se preparar para remadas acima de uma hora levando bebidas de reposição de sais e carboidratos, como as bebidas esportivas. Uma mochila pequena ou camelbak (mochila de hidratação) vão ajudar.

Remadas longas: No caso de remadas muito longas, somente os suplementos podem causar enjoos ou não “saciar” e, com fome, o nível de energia e o foco diminuem. Podemos levar suplementos em sachê de gel de carboidratos, balas de carboidratos, bebidas esportivas e, como apoio para alimentação, batatas cozidas e sanduíches leves com requeijão light e queijo cottage.

Não espere o corpo pedir: Alguns atletas são resistentes à desidratação e/ou falta de nutrientes e, por isso, quando surgirem os primeiros sintomas, já estarão na verdade bastante debilitados. O ideal é se planejar para se hidratar e comer ou suplementar o suficiente para não sentir fadiga, dores musculares com sensação de peso, cãibras, dor de cabeça e enjoos.

Vale barrinha de cereal? As barras de cereais não são elaboradas com as características de alimentos para atletas. Por conta da composição com fibras e, às vezes, uma quantidade menor de carboidratos do que o necessário para uma hora de remada, não costumam ser uma boa opção. As barras de cereais são partes de lanches durante o dia e se, o atleta tiver uma boa aceitação e digestão destas fibras, deve preferir as maiores com mais de 15 gramas de carboidratos por barra.

Thaís Viveiro

Thaís Viveiro é jornalista e praticante de stand up paddle. Está sempre atrás de dicas e experiências para evoluir na arte de remar em pé. Costuma remar no litoral norte de São Paulo.

  •  Ver todos os posts